quinta-feira, setembro 27, 2018

Muitas almas têm medo de Deus

Por Thomas de Saint-Laurent, “Livro da confiança”, pág 10 a 11
Clique aqui e veja o livro em nossa nova loja virtual.



Poucos cristãos, até mesmo dentre os mais fervorosos, possuem essa confiança que exclui toda ansiedade e toda dúvida. São muitas as causas desta deficiência. O Evangelho conta que a pesca milagrosa aterrorizou São Pedro.
Com a sua impetuosidade habitual, ele mediu de uma só vez a distância infinita que separava a grandeza do Mestre da sua própria pequenez. Temeu com um temor sagrado e, prosternando-se com o rosto por terra, exclamou: Senhor, apartai-vos de mim, que sou pecador (Lc 5,8).
Certas almas, como o apóstolo, possuem esse temor; sentem tão vividamente a própria indigência e as próprias misérias, que somente ousam aproximar-se da Diviníssima Santidade. Parece-lhes que um Deus tão puro deveria sentir repulsa ao inclinar-Se até elas. Trata-se de uma triste impressão, que gera em sua vida interior uma atitude de constrangimento e, às vezes, as paralisa completamente. Como se enganam essas almas! Jesus, logo em seguida, aproximou-se do apóstolo, que estava tomado pelo espanto, e lhe disse: Não temas (Lc 5,10), e o fez levantar-se.
Também vós, cristãos, que recebestes tantas provas do Seu amor, não temais! Nosso Senhor receia, antes de tudo, que tenhais medo d’Ele. Vossas imperfeições, vossas fraquezas, vossas faltas (ainda que graves), vossas reincidências frequentes, nada O desanimará, contanto que desejeis sinceramente converter-vos. Quanto mais miseráveis fordes, mais compaixão Ele terá da vossa miséria, mais desejará cumprir para convosco a Sua missão de Salvador.
No convento de Paray-le-Monial, repetia a Santa Margarida Maria: “Se puderes crer, verás o poder do meu Coração na magnificência do meu Amor...”. Acaso não vim ao mundo principalmente pelos pecadores? (cf. Mc 2,17)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...